Dirigentes sindicais do setor de Comércio participam de plenária em Santa Catarina

Da esquerda para a direita: Neodi Saretta, deputado estadual do PT, Ana Júlia Rodrigues, presidente da Cut/SC, Francisco Alano, presidente da Fecesc, e Valeir Ertle, da executiva da Cut Nacional

Começou nesta segunda-feira, 21, e segue até 23 de novembro, a 69ª Plenária Estadual dos Trabalhadores no Comércio no Estado de Santa Catarina. O evento reúne 26 sindicatos filiados à Federação dos Trabalhadores do Comércio de Santa Catarina (Fecesc), no Sesc Cacupé, em Florianópolis.  “A plenária tem um papel fundamental que é  fortalecer a militância para enfrentar a atual conjuntura política e retomar as conquistas dos trabalhadores”, enfatizou Lucilene Binsfeld (Tudi),  secretária geral do Instituto Observatório Social (IOS) e dirigente do setor, que participa da atividade.

O encontro discute temas como as propostas de reforma trabalhista e previdenciária do governo de Michel Temer, além dos efeitos do golpe que derrubou Dilma Rousseff para a vida dos trabalhadores.

“O golpe no Brasil não está desvinculado do restante do mundo, no momento repete-se a história de 64 quando ocorria uma ascensão social e a garantia de direitos. Está claro que o capitalismo não aceita a democracia,  trabalha o tempo todo para rechaçar a construção coletiva e defender a individualidade”,  disse o presidente da Central única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, durante a abertura da plenária.

“É muito importante o debate com dirigentes sindicais que estão nos locais de trabalho. A percepção que tenho é que os trabalhadores e boa parcela da sociedade ainda não sabem o que de fato está acontecendo em nosso país, e que o golpe vai aumentar a desigualdade social e retirar direitos dos trabalhadores”, finalizou Tudi.

O tema das ocupações em escolas e universidades também integra a programação da plenária, está prevista a participação de estudantes da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC),  Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Entre outros participantes dos debates estão a juíza do TRT da 12ª Região, Ângela Maria Konrath, a professora do Departamento de Serviço Social da UFSC, Beatriz Paiva, o presidente do Instituto de Estudos Latino-Americanos (IELA), Nildo Ouriques, e o presidente da Associação Latino-Americana de Juízes do Trabalho (ALJT), Hugo Cavalcanti Melo Filho.

 

Comunicação IOS com informações da Fecesc

Crédito da Foto: 
Arquivo IOS
Data e hora: 
21/11/2016 16:45 2016
Data: 
21/11/2016 2016